• Facebook Classic

Seja amigo do terapiasholisticaslisboa no Facebook

terapiasholisticaslisboa.com / SAÚDE e BEM-ESTAR   

Porquê evitar Alimentos com Trigo?

É daquelas pessoas que quando acaba de comer pão, tem logo que comer outro a seguir?

Que quando come um prato de macarrão, tem de voltar a encher o prato? E que estranhamente passado uma hora ou duas já podia comer outra vez, mesmo sentido que já comeu bastante? Então este artigo é para si.
Dr William Davis, no seu livro Wheat Belly, que tradizido significa Umbigo de Trigo, ele mostra que o trigo tem algumas propriedades aditivas no cérebro. O trigo contém certo tipo de componentes chamados exorfinas que aumentam a fome e levam a um verdadeiro vício no consumo de produtos derivados do trigo.

 

Sucintamente, pode-se dizer que o glúten parcialmente digerido produz certo tipo de peptídeos denominados "exorfinas", que são estimulantes dos receptores opióides no cérebro, tal como a heroína. Estas exorfinas aumentam a fome, deixam a pessoa mais apática e pesada de movimentos e levam a um verdadeiro vício no consumo de produtos derivados do trigo. Todos nós já vivemos a experiência de em fases que comemos menos pão, a tendência é diminuir a barriga e os gases. O simples bloqueio farmacológico das exorfinas, ou seja, ficar sem comer gluten durante vários dias seguidos, faz-nos sentir com mais energia, apesar de na realidade termos um consumo menor de até 400 calorias diárias. E ainda perdemos o tal umbigo de trigo que William Davis faz referência.

Como vimos, o trigo é um poderoso estimulante do apetite e da letargia. Como é que isto acontece?
Existem alimentos e temperos que estimulam o apetite naturalmente, mas esse não é o caso do glúten. Isso acontece por uma disfuncionalidade no organismo
Além da ação das “exorfinas” no cérebro, existe uma proteína do glúten chamada “gliadina” que destrói em algumas pessoas as vilosidades intestinais, partes do intestino responsáveis pela absorção dos nutrientes. Ao estarem feridas, estas vilosidades não exercem a sua função, fazendo com que a pessoa nunca se sinta totalmente satisfeita.
Numa dieta continuada, estas feridas levam a um aumento da permeabilidade intestinal, o que por sua vez permite que metais pesados e proteínas inteiras sejam absorvidas para a corrente sanguínea, provocando reações de auto-imunidade.
Além da conhecida Doença Celíaca, na qual alguns pacientes alérgicos ao glúten experimentam dores abdominais e diarreia, com o consumo de glúten, há um grande número de patologias auto-imunes associadas ao consumo de trigo. Podemos citar, por exemplo, artrite reumatóide, lupus, esclerose múltipla, colite ulcerativa, cólon irritável, enxaquecas, entre outras. Houve até casos de pseudo-esquizofrenia. Ao retirar-se o glúten da dieta deixaram de ter os sintomas de esquizofrenia.
Há mais informação relativa ao consumo de trigo, como por exemplo aumentar a inflamação dos tecidos ou de poder levar rapidamente à hiperglicemia no sangue, mas em breve trarei mais esclarecimentos acerca destes assuntos.
Por agora já sabe, é bom evitar consumir produtos derivados do trigo ou pelo menos não o fazer todos os dias.

Esteja atento, nos próximos dias vamos lançar algumas receitas de pães sem gluten.
Bruno Gonçalves (Naturopata)
 
Para consultas e palestras acerca deste assunto, contacte-nos.
 

Terapias Holísticas Lisboa

Health Coaching - Saúde Integral

Domicílios nos Concelhos de Lisboa, Oeiras e Cascais

Home Care

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now